Pesquisar

30 de mar de 2013

Técnicas de Engenharia Social

É comum hoje notar engenheiros sociais, natos ou não, agindo não só ciberneticamente, como em casa, na TV, nas ruas, no mercado, estão presentes em todos os lugares, visando sair no lucro, ganhar informações ou mesmo roubar. Adiante veremos as técnicas mais usadas, o desenvolvimento delas, e os tipos de engenheiros sociais (não somos responsáveis pelo uso que você fará dessas informações):

  • Mentir - Eis a grande arte. Mente-se frio e calculadamente, a ponto do ouvinte/leitor acreditar uma ou poucas vezes ao saber do feito. Para isso o Engenheiro Social planeja e pensa cuidadosamente nos possíveis pensamentos e argumentos que virão na cabeça do leitor após ele saber/ler/ouvir/questionar, e a partir disso, ele prepara respostas, que quanto mais concretas, mas se justificam e tornam o contra-argumento sólido, e fazem o outro acreditar. Para se tornar um "mentiroso nato" ele precisa mentir demais, e observar aqueles que mentem. Para começar, minta hoje, amanhã, para todos, invente estórias que se tornarão "histórias", minta para seus amigos, para seus irmãos, para seu pai, para seu chefe, seu cachorro, minta para você! Cuidado com as más consequências, não invente coisas muito polêmicas, nem atordoantes pois se as pessoas para quem você mentiu não acreditarem, você já deve ter imaginado, você vai ter que inventar muitos argumentos, pode ficar nervoso, isso atrapalharia, ou mesmo pode deixar que pensam que aquilo seja verdade, na mente deles isso então se tornará verdade, portanto cuide com o que vai falar se você for treinar deste modo!

28 de mar de 2013

Engenharia Social - Uma abordagem geral

Engenharia Social é o estudo que segue o método de construção de um raciocínio, visando burlar algum padrão ou método de agir e ser, seja ele desde uma simples conversa a um sistema de segurança de uma grande corporação (toda a parte de segurança da informação física em si, pode-se dizer). Para isso é necessário que o indivíduo a efetuar esses "ataques sutis" estude muito o modo no qual se usa a fala, movimentos corporais,  psicologia de ação-reação e de como lidar com as pessoas. Um engenheiro social nato é também um mentiroso nato, não porquê mente muito, mas porquê sabe mentir de tal forma que possa convencer o ouvinte apenas uma vez ao escuta-lo. Mentindo friamente e com convicção daquilo que diz, acreditando profundamente na mentira dele, ele consegue a confiança do ouvinte. É diferente da frase de Hitler que diz: "Uma mentira dita cem vezes, torna-se verdade um dia", ao contrário de "cem vezes", é dita uma só por um engenheiro social com prática, e logo se acredita nessa mentira.