Pesquisar

27 de out de 2016

Como realmente é a Deep Web? Por quê ela existe?


Muita gente tem dúvida a cerca do tema, muitos boatos, muitos rumores.
A verdade é que as Deep Web's, não são mais do que "redes não indexadas" (prefira usar este termo) pelos motores de busca.

O que isso quer dizer?
R.: Sites como Google, Bing, Yahoo, Yandex não listam essas redes por padrão (embora alguns serviços de proxy já fizeram naturalmente essas redes começaram a aparecer nos motores de busca), pois em geral, não conseguem acessar os sites/dominios delas devido à necessidade de usar softwares específicos para conseguir obter acesso.

A mais famosa das redes da "Deep Web" é a TOR (The Onion Router).
Existem outras bem conhecidas como a I2P e Freenet.

Em algumas dessas redes, é possível encontrar sites de pedofilia, pornografia infantil, comércio de drogas, armas, tráfico de pessoas e até sites que oferecem assassinos de aluguel. Embora haja todos esses problemas, as forças federais dos governos vêm realizando um combate eficiente contra os criadores e usuários desses sites e serviços.



Ouvi falar que elas tem camadas, isso é verdade? O que isso quer dizer também?
R.: As camadas elas não existem, não existe essa de "nível de profundidade", o que acontece é através de uma rede você acessar outras redes não indexadas (de um site, acessar outro de outra rede, por ex.), isso é um roteamento feito pelos servidores responsáveis que querem fazer o "tunneling" entre uma rede e outra.

O motivo da existência delas é a necessidade de ter anonimato. A crescente vigilância online pelos governos e por crackers (no passado muito conhecida com os termos "PIPA", "PRISM", etc) ocasionou que, para se comunicar de forma segura através da web ou de um software, era necessário criar redes paralelas, ocultas, que só quem tivesse um software específico ou a senha específica dela pudesse acessar aquele conteúdo.

Pelo que se sabe, os primeiros a pensarem nisso foram os governos das potências mundiais, como EUA e Rússia, por questões militares.

A vantagem de usar, é que com certeza, há menos pessoas querendo vigiar essas redes, poucas também são as que tem tempo, conhecimento e acesso para tal, o que ocasiona uma confiabilidade maior, ainda mais se nestas redes o usuário estiver conectado com sites HTTPS e com execução de scripts do navegador desabilitada.

Para quem curte anonimato, redes de computadores, sistemas distribuídos, criptografia, privacidade e segurança da informação em geral, é um prato cheio estudar como essas redes funcionam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário